quinta-feira, 20 de agosto de 2009

Saúde do professor


SAÚDE DO PROFESSOR

Professores,

A dedicação exagerada à atividade profissional é uma característica marcante na vida do professor.
Desejando sempre fazer o melhor e demonstrar seu desempenho, o professor passa a viver a escola.
Entretanto, o que tem início com satisfação e prazer, termina quando esse desempenho não é reconhecido.
Apesar de não saber, muitos professores sofrem da chamada Síndrome de Burnout. O termo Burnout é uma composição de burn=queima e out=exterior, sugerindo assim que a pessoa com esse tipo de estresse consome-se física e emocionalmente, passando a apresentar um comportamento agressivo e irritadiço.
A Síndrome de Burnout é definida por alguns autores como uma das conseqüências mais marcantes do estresse profissional, e se caracteriza por exaustão emocional, avaliação negativa de si mesmo, depressão e insensibilidade com relação a quase tudo e todos (até como defesa emocional).
Além disso, o professor acaba somatizando, tendo inúmeras doenças recorrentes tais como dores de cabeça, freqüentes resfriados, dores pelo corpo, inflamações na garganta, e diversas viroses, que resultam em faltas.

4 comentários:

Deixe o seu comentário.